Notícias

Uma das principais proposta do PCB ao Governo de Goiás é a reforma agrária radical

today28 de março de 2022 5

Fundo
share close

 

Helga Martins (PCB), a única pré-candidata mulher ao governo de Goiás, disse durante entrevista ao Jornal Opção que,  o Partido Comunista Brasileiro (PCB), além de oferecer promoção aos assentamentos para famílias em programas de reforma agraria, tem proposta para Goiás, e que precisa pensar em uma reforma agrária radical. De acordo com Helga, a mudança principal é não permitir mais as isenções que são dadas a vários setores do agronegócio.

 

A pré-candidata afirma que o discurso usado pelo agronegócio de ser o maior movimentador  econômico que gira o estado, não é verdade “o cerne econômico é o setor de serviços (trabalhadores)”, e acrescenta ainda “é um processo que acaba esvaziando setores, porque o que existe é uma aposta no modelo econômico que acaba aprofundando o processo de concentração de terras de monocultura, que destroem a possibilidade efetiva de construção de uma agricultura familiar valorizada, não como um paliativo”, explicou.

 

Segundo a política com o PCB no governo, o povo governara junto, com conselhos populares nas mais diversas áreas, entre elas a agricultura. “A gente sabe que o sujeito capaz de transformar a realidade é aquele que produz a riqueza do mundo, que é o trabalhados e trabalhadora. (…) Vamos construir a partir da democracia direta, ampliando a participação popular nos espaços, com plebiscitos e referendos ampliados” finaliza.

 

Escrito por admradioterra

Rate it

Post anterior

Notícias

’50 mil? Menos uma bolsa’, disse Anitta sobre decisão do TSE que proíbe atos políticos no Lollapalooza

A cantora Anitta ironizou nas redes sociais a decisão do Tribunal Superior Eleitoral que proíbe manifestações políticas no festival Lollapalooza. O PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, acionou a Corte no sábado, após a cantora Pabllo Vittar levantar, durante o show que fez no evento, uma bandeira com a foto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “50 mil? Poxa… menos uma bolsa. FORA BOLSONAROOOOO. Essa lei vale fora […]

today27 de março de 2022 4


0%