Notícias

Radialista Barbosinha morre aos 75 anos em Goiânia

today23 de março de 2022 9

Fundo
share close

O radialista Henrique Barbosa dos Santos, mais conhecido como Barbosinha, morreu na manhã desta quarta-feira (23), no Hospital Amparo,  em Goiânia. Barbosinha tinha 75 anos e apresentava um programa de música sertaneja em uma rádio da capital.

Segundo a família o radialista teve uma inflamação na região abdominal e precisou fazer uma cirurgia na terça-feira (22), após sentir fortes dores no abdômen.

Barbosinha entrava no ar em uma rádio goiana todas as manhãs. Segundo a Rádio Sucesso, o radialista deixou vários programas gravados antes de morrer. Inclusive, o programa exibido nesta quarta (23) havia sido gravado antes do problema de saúde. O veículo informou que não irá exibir os programas que apresentador deixou gravado.

O corpo de Barbosinha será velado no cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia, às 16h30 nesta quarta-feira (23) e será aberto para todo o público. Já o sepultamento vai acontecer às 19 horas.

Relembre a carreira do radialista Barbosinha

Barbosinha nasceu na cidade de Santa Maria da Vitória, no estado da Bahia, em 7 de janeiro de 1947. Em 1960, ele se mudou para Inhumas no estado de Goiás, onde teve seu primeiro trabalho no rádio.

Ao longo da carreira como radialista  trabalhou na Rádio Clube, Rádio Jornal de Goiás, Terra FM, Rádio 99,5, Rádio Araguaia, Rádio Anhanguera, Mil FM e Sucesso FM.

Barbosinha, ganhou o Título Honorífico de Cidadão Goiano pela Assembleia Legislativa de Goiás, por seus 57 anos de carreira como comunicador. Barbosinha é lembrado e continuará sendo reconhecido por seus bordões com as crianças “Tio Barbosinha, que horas são?” e “Acorda, está na hora de ir para a escola”.

Escrito por admradioterra

Rate it

Post anterior

Notícias

GCM de Goiânia será armada com fuzis

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) da capital, está com um processo aberto para a compra de 17 unidades de fuzis, que devem começar a ser usados. Os agentes atuavam desarmados até 2013, o que mudou após regulamentação federal e motivou a entrega de pistolas e espingardas para os batalhões. O uso dos fuzis pelos agentes municipais divide opiniões sobre a necessidade do armamento para realização das atividades executadas pela instituição. […]

today22 de março de 2022 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


0%