Saúde

Varíola do macaco: com mais de 6.000 casos, OMS se reunirá para definir emergência da doença

today6 de julho de 2022 11

Fundo
share close

Com mais de 6.000 casos da varíola do macaco notificados em 58 países, a OMS (Organização Mundial da Saúde) reunirá novamente o Comitê de Emergência da entidade para definir se vai declarar o atual surto como emergência de saúde global, o mais alto nível de alerta da OMS.

De acordo com o diretor-geral Tedros Adhanom Ghebreyesus, o encontro será na semana que começa em 18 de julho, ou até antes.

Em sua reunião anterior, em 27 de junho, o comitê decidiu que o surto – cujos casos aumentaram em países africanos, onde geralmente a doença se espalha, e em outros continentes – ainda não era uma emergência sanitária.

“Continuo preocupado com a escala e a disseminação do vírus em todo o mundo”, disse Tedros, acrescentando que a falta de testes significa que provavelmente muitos outros casos não foram relatados.

De acordo com o monitoramento em tempo real da iniciativa Global.health, que reúne pesquisadores de universidades como Harvard e Oxford, o número de infectados no mundo supera 7.100 pessoas.

A varíola do macaco, uma infecção viral geralmente leve que causa sintomas semelhantes aos da gripe e lesões na pele, vem se espalhando pelo mundo desde o início de maio. A taxa de letalidade em surtos anteriores ao da cepa que está atualmente se espalhando é de cerca de 1%.

Written by: Thiago Mendes

Rate it

Post anterior

Notícias

Homem é preso suspeito de manter mulher e filhos em cárcere, em Aparecida

Nesta segunda-feira (4/7) um homem foi preso em Aparecida de Goiânia, suspeito de manter uma mulher e filhos em cárcere privado. O caso foi descoberto após uma criança mandar uma mensagem de áudio para um parente pedindo socorro. A operação durou cerca de três horas, sendo necessário a presença de 30 policiais para realizar as negociações. Após a prisão o suspeito foi levado para a delegacia. Via Portal Dia On […]

today5 de julho de 2022 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


0%